Logo
Cadeado fechado Área do associado

Prefeitura inaugura 1ª ciclovia sobre pontes em São Paulo

10/11/2014 13h56 - Atualizado em 02/12/2016 11h37

Olivia Florência

Do G1 São Paulo



O prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), inaugurou nesta terça-feira (4) uma ciclovia com 600 metros de extensão na Ponte da Casa Verde, Zona Norte de São Paulo. Essa é a primeira ciclovia numa ponte na capital. A Secretaria Municipal de Transportes apresentou proposta para construção de ciclovias e ciclopassarelas para 12 das 28 pontes existentes nas marginais.

 

O secretário de Transportes de São Paulo, Jilmar Tatto, também participou da inauguração e andou de bicicleta em um trecho da ciclovia. O percurso está no passeio no sentido bairro-Centro e faz conexão com a Rua dos Americanos, no Bom Retiro.

Com essa inauguração, São Paulo passa a contar com 106,5 km de ciclovias. A próxima ponte a contar com ciclovia será a das Bandeiras, também na Zona Norte. Tatto afirmou no evento que a inauguração desta ciclovia também será feita em 2014.

O secretário também comentou sobre a segurança do ciclista nessa via movimentada. "Aqui é um local que independente desse projeto, o marronzinho já fica. Porque essa é a segunda ponte mais carregada da cidade depois da Ponte das Bandeiras. Mesmo assim, aqui fizemos testes sem marronzinhos, monitorando pela central para verificar o comportamento do motorista, do pedreste e do ciclista. E deu certo. Então independente do marronzinho estar ou não, vai funcionar perfeitamente", afirmou Tatto.

 
 
 
Prefeitura inaugura primeira ciclovia sobre pontes em São Paulo (Foto: Olívia Florência/G1)
 

Semáforos


O prefeito também falou sobre os defeitos que podem acontecer com os semáforos na época chuvosa. Haddad disse que chegou a 90% da meta de reforma da rede semafórica, com 4.350 reparados. Ele pediu auxílio da população para acelerar o conserto após as chuvas.

"Todo semáforo reformado tem uma tarja com número de identificação e, por contrato, a empresa, independente do motivo, não pode deixar de fazer o reparo em, no máximo, até duas horas da comunicação", afirma.

Segundo ele, a população deve fazer o aviso rápido do defeito pelo telefone 156, pois a partir da ligação a empresa tem o tempo para reparar sob pena de desconto no mês de multa.

O prefeito disse ainda que, no final de 2015, a Prefeitura vai instalar um chip nos semáforos, que vão informar para uma central qual é o problema e quando ele ocorreu. "Aí, o 156 vai se tornar dispensável. Apesar da reforma ter sido quase concluída, nós dependemos dessa comunicação [156]", conclui.


Fonte: G1